quinta-feira, 14 de maio de 2015

Receita de Tako Chahan: arroz frito com polvo!

                                                                  (Foto: Shutterstock)

Ingredientes (para 4 pessoas)

• 160g de polvo cozido (só os tentáculos)
• 100g de shitake fresco
• 60g de pimentão verde
• 100g de cebolinha (picada)
• 1 dente de alho
• 2 colheres (sopa) de óleo de girassol ou de soja
• 600g de arroz cozido (de preferência arroz japonês)
• 1 colher (sopa) de molho de ostra
• 1 colher (sopa) de molho de soja (shoyu)
• 1 colher (sopa) de óleo de gergelim
• Sal e pimenta-do-reino (a gosto)

Modo de preparo
1. Corte os tentáculos do polvo em fatias finas ou pequenos pedaços (conforme preferir) e reserve.
2. Corte grosseiramente o shitake e o pimentão verde. Depois pique a cebolinha e o dente de alho.
3. Em uma frigideira, aqueça o óleo de girassol em fogo moderado. Depois acrescente o alho pique e deixe até que o aroma seja liberado. Adicione os tentáculos do polvo cortado e, em seguida, aumente o fogo. Retire antes que fique duro e o mantenha pronto para ser acrescentado mais tarde.
4. Junte a cebolinha, o pimentão e os shitake e deixe fritar. Antes que comecem a murchar, adicione o arroz quente. Mexa bem e depois tempere com molho de ostra, molho de soja, sal e pimenta-do-reino.
5. Por último, acrescente o polvo, tempere com óleo de gergelim e sirva imediatamente.

Nota sobre os ingredientes


Apesar de deixar o prato mais saboroso, o molho de ostras pode ser substituído por outro molho com base marinha.
Caso não encontre tentáculos de polvo previamente cozido, então vai precisar prepará-los. Peça ao vendedor para separar os tentáculos da cabeça do polvo, que é somente o que será usado no preparo do prato. Salpique os tentáculos com um pouco de sal. Não coloque sal demais porque irá deixá-lo com uma espécie de goma. Esfregue os tentáculos para tirar o aspecto pegajoso e, em seguida, lave-os cuidadosamente em água corrente. Depois ferva durante cerca de três minutos. Deixe em uma peneira até esfriar e escorrer toda a água. Depois é só fatiar.


terça-feira, 5 de maio de 2015

O shiitake também protege o organismo contra doenças ligadas ao coração, como hipertensão, colesterol alto e diabetes!


Com sabor característico, o cogumelo shiitake é muito usado na culinária oriental como ingrediente de molhos, sopas, cremes, refogados, incrementando risotos ou massas, como acompanhamento de carnes e peixes e até no preparo de chás.
Mas não é só pelas diversas possibilidades de preparo que o shiitake é tão popular entre chineses e japoneses. Esse tipo de cogumelo é utilizado há muitos anos como medicamento para tratar o corpo e viver melhor, por isso é chamados de “tônico da longevidade”.
Apesar de ser menos popular que outros tipos de cogumelo, o shiitake se destaca dos demais devido ao seu alto teor em substâncias e vitaminas que só oferecem benefícios à saúde.
Ele contém vitaminas, fibras, minerais, grande quantidade de proteínas e alto teor de aminoácidos essenciais, aqueles nutrientes que nosso corpo não produz, mas que são fundamentais para o bom funcionamento do metabolismo.
Fortalecer o sistema imunológico está entre os principais benefícios do cogumelo shiitake. O alimento estimula o funcionamento de células responsáveis pela produção de uma substância relacionada ao combate da gripe e de outras infecções, até mesmo as causadas por doenças crônicas, como a hepatite. Além disso, estudos comprovam que o cogumelo shiitake age na prevenção contra o câncer.
O shiitake também protege o organismo contra doenças ligadas ao coração, como hipertensão, colesterol alto e diabetes, pois contém fibras que ajudam no controle do mau colesterol e substâncias que evitam que a gordura se acumule no sangue e provoque o entupimento das artérias.
Os benefícios do cogumelo shiitake também podem ser sentidos na balança, já que ele pode ser considerado um alimento light. Uma porção de 100 gramas, o equivalente a uma xícara e meia de chá, tem apenas 35 calorias. Dá para dizer que quatro colheres de sopa de shiitake somam a mesma quantidade de calorias de bife de carne vermelha pequeno, ainda com a vantagem de ter menor quantidade de gorduras.

http://cidadeverde.com/os-beneficios-do-cogumelo-shiitake-190024

Cogumelo é saúde!

"O cogumelo é rico em vitaminas do complexo B, sais minerais e fibras. Com baixo teor de carboidratos, gorduras e colesterol, ainda possui riboflavinas, substância que favorece o metabolismo de gorduras, açúcares e proteínas e é importante para a saúde dos olhos, boca, pele e cabelos. Os antioxidantes presentes na composição do fungo auxiliam o sistema imunológico e são de alta atividade anticancerígena, sobretudo contra o câncer de mama e de próstata."


http://revistagloborural.globo.com/vida-na-fazenda/como-plantar/noticia/2015/04/como-plantar-cogumelo.html

quinta-feira, 30 de abril de 2015

Casa do Cogumelo recebendo visitas!

http://cocineroloko.blogspot.com.br/2015/04/empresario-em-salvador-aposta-na.html

Empresario em Salvador aposta na criação de Cogumelos!

O que parecia utópico, para alguns, não fez cegar o sonho de um amante da gastronomia em realizar e empreender, Alexandre Afonso, 58 anos aposentado da Petrobras, nascido em Portugal, cedo veio à Bahia, ele acredita que os Cogumelos podem ser claramente uma boa alternativa proteica, e de forma pioneira apostou na produção de Cogumelos em Salvador, sua empresa 
CASA DO COGUMELO, cultiva, envasa e vende Setas, Shitakes, Boletos e todo uma gama de hungos, que são desenvolvidas em em uma propriedade no bairro de Itapuã.

O encontro de culturas no Brasil, sempre foi sinônimo de bons frutos, pudemos ver isso no Futebol, nas Artes e principalmente na Gastronomia, mote maior da nossa página, sinal que todas as culturas saem ganhando.
Mas gostaria de começar este texto citando um autor americano do seculo 19, de que gosto muito e que por incrível que parea, esta mais atual que nunca. Walt Whitman, nasceu em (Huntington, 31 de maio de 1819 – Camden, 26 de março de 1892) foi um poeta, ensaísta e jornalista norte-americano, considerado por muitos como o "pai do verso livre". 

Falo do texto "The Compost", onde ele já denunciava a má da utilização da terra, o envenenamento e a pouca compreensão da relação Homem/Natureza.

 Ele nos conta que a tarefa não foi fácil, depois de ter feto cursos no Rio de Janeiro, trouxe seu mestre para Salvador, no inicio da empreitada. 
























Um questão nunca ficou clara para mim como cozinheiro e amante dos champinhons, sobre a umidade, que ele rapidamente me responde , sendo um mal positivo e negativo, pois deve existir um equilíbrio na dosagem no controle da temperatura e da umidade, evitando com isso outros fungos nocivos.

Estivemos a convite daChef Rosa Gonçalves, promotora e ativista de gastronomia baiana, na casa de Alexandre para conhecer sua pequena produção de Cogumelos, o queridoChefs Clodomiro Tavares, a bióloga Ana Alves e a jornalista Gabrilelle Ferreira-Repórter Gourmet.

Alexandre montou em sua pequena propriedade, um verdadeiro banco de informações técnicas e avanços tecnológicos, no que diz respeito a agronomia, bom ressaltar, que o que me trouxe a sua casa foi o caráter artesanal da sua produção , com que ele e sua filha lidam com o riscado, uma observação pertinente e criteriosa, coisa de quem ama o que faz. 

Ele produz hoje, cerca de 100kg semanais, com a pretensão de chegar a 250kg, avançando na tecnologia e no acondicionamento do local, coisa que esta claro que ira conseguir.

Fomos recebidos de forma gentil por ele, sua filha e esposa,  muito afáveis, um dado que para mim, conta muito, numa pessoa que lida com um ser vivo.
Fomos recebidos com pequenas brusquetas de Setas, onde posteriormente fizemos um recorrido em todo o sitio, passando pela faze de Produção, Inoculação, Assemblage, nominando salas de forma afetiva, como "Sala de desenvolvendo", sempre com o cuidado criterioso de quem faz, porque conhece e ama.


Depois de muitos risos edúvidas diversas dos convidados, fomos degustar, começando por um Azeite delicioso Português de pura cepa de prensagem em casa Lusa, sobre umas Brusquetas úmidas e saborosas, passamos a um Arroz de Setas, feito por sua esposa.  

A conversa rolava, e eu me deliciava, com as lembranças  espanholas, de catas em terras madrilenhas,  onde a vontade de conhecer esta cultura, me alegrava e denunciava.

Escrevo,  pois ainda acredito que homens como Alexandre, devem ser prestigiados, porque tem netos e sabe que muito mais importante que bens materiais, o que temos que legar a eles, são valores, e isso ele esta fazendo muito bem!



Menu Vinotca!


terça-feira, 23 de dezembro de 2014

Arroz com Cogumelo Houbitake!






Dê um toque especial ao arroz do dia a dia!

Refogue o alho na manteiga e um fio de azeite, acrescente os cogumelos Houbitake picados, deixe refogar por alguns minutos e acrescente o arroz e a água .
Deixe cozinhar mexendo de vez em quando é quando estiver pronto, salpique nirá ou cebolinha picados.

Bom apetite!!!